Posto de Atendimento Infantil zera fila de espera de consultas de psiquiatria

Posto de Atendimento Infantil zera fila de espera de consultas de psiquiatria

O Posto de Atendimento Infantil (PAI), de Balneário Camboriú, zerou nesta semana, a fila de espera por consultas de psiquiatria. No total, 85 crianças e adolescentes aguardavam atendimento, seja para retorno e atualização de receita, ou para primeira consulta. Os atendimentos começaram a ser regularizados em setembro e em fevereiro as filas foram zeradas. “Agora temos os pacientes que estão em acompanhamento e não temos mais lista de espera. O paciente chega e já agendamos a consulta para a mesma semana ou para a próxima”, contou o coordenador do PAI, Anderson Rigo.

“Desde o ano passado, estamos realizando diversas ações para colocar em dia as filas de atendimentos na saúde, sejam elas de consultas ou exames. Em 2017 investimos cerca de 32% do orçamento municipal em saúde, mais que o dobro exigido por lei. Fizemos mais de 660 mil procedimentos e vamos continuar investindo nessa área tão importante”, disse o prefeito, Fabrício Oliveira.

Os atendimentos são feitos pelo psiquiatra Mário João Bisi Júnior, três vezes por semana, no período matutino. Outra novidade, é a ampliação da faixa etária atendida no PAI, que passou de 14 para 18 anos. “A gente estava com uma lista de espera, de mais de 80 pacientes, que não estavam conseguindo atendimento. Agora a gente tá conseguindo fazer o atendimento mais imediato, está acompanhando mais de perto estes casos, e agora é o momento da gente planejar o que vamos fazer em termos de prevenção, principalmente ao suicídio”, disse o psiquiatra.

Transtornos de déficit de atenção, hiperatividade, depressão infantil e adolescente, tentativas de suicídio, ansiedade, síndrome do pânico, quadros iniciais de transtorno bipolar, bullying e bulimia são alguns dos atendimentos prestados no PAI. Além do psiquiatra, outros especialistas atendem no local: cirurgião pediátrico, endocrinologista, neurologista, otorrinolaringologista, assistente social, nutricionista, fonoaudiólogo, enfermeira, técnicos de enfermagem e psicóloga.

As crianças e adolescentes são encaminhadas ao PAI através da Atenção Básica, ou quando há urgência, os pais podem levá-los diretamente até o local. “São poucas as cidades que oferecem esse atendimento exclusivo às crianças e adolescentes. Aqui concentramos profissionais especializados para atender esse público”, disse a secretária de Saúde, Andressa Hadad. No PAI também são oferecidos exames, um deles é o de audiometria que consiste em avaliar a capacidade do paciente para ouvir e interpretar sons. Este exame é ofertado não somente às crianças e adolescentes, mas para toda a comunidade, independente da idade.

O Posto de Atendimento Infantil fica localizado ao final da Rua Angelina – Bairro dos Municípios.

_______________________
Informações Adicionais:

Secretaria de Saúde
Posto de Atenção Infantil
(47) 3360 8821

Fonte: Soraya Bogarim

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enquetes

Qual área deve ser prioridade no Governo Bolsonaro

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

COMENTÁRIOS NOVOS

    %d blogueiros gostam disto: